O que se pode encontrar aqui?

quinta-feira, 15 de março de 2012

0 Catástrofes planetárias que afetam a Terra: estão nos contando a verdade?

Esta matéria visa reforçar o nosso post anterior e acrescentar-lhe novas informações, com vídeos, imagens e gráficos,  sobre outras possibilidades de catástrofes planetárias que afetariam a Terra, não decorrentes apenas das tempestades solares.
Tempestade Solar - 2012
Desde 2010, como já noticiamos, ainda que com informações truncadas ou apenas parcialmente divulgadas, têm-se intensificado as notícias sobre possíveis catástrofes que poderão ocorrer com o planeta Terra, entre os anos de 2012 a 2014, como conseqüência das tempestades solares ou da  órbita  e alinhamentos planetários  ou ainda do movimento de corpos celestes, em rota de colisão com a Terra.


Segundo a maioria das informações, isto ocorreria no final de 2012, coincidindo com as previsões catastróficas do famigerado "calenadário Maia". Separar o que há de exagero e de verdade é e sempre foi tarefa difícil, pois os governos, manipulando os órgãos de controle do clima e a ciência, procuram esconder-nos tais informações. Por outro lado, os profetas do apocalipse de plantão, fantasiam as notícias, dando-lhes um colorido místico e alarmista.

De qualquer forma, percebe-se que há algo de muito preocupante prestes a acontecer ou com grande risco de se confirmar. Já neste mês de março, tivemos notícia de que o atual ciclo solar (o de nº 24, desde que começaram a observar) é o de maior intensidade já verificado e cujo pico ainda não foi atingido. Mas mesmo antes de se atingir esse pico, se as radiações magnéticas das erupções solares ejetarem grande quantidade de massa coronal que não possam ser dissipadas pela barreira de proteção da Terra – o que é bastante provável -, conseqüências catastróficas poderão ocorrer ao nosso planeta. Para citar só algumas das principais delas, podemos afirmar com segurança que os os satélites e  sistemas de comunicação serão afetados e que a telefonia, sistemas de navegação por satélite, serviços de energia eletrica, telefonia e fornecimento e distribuição de água também ficarão comprometidos. Igualmente, o funcionamento dos bancos e o comércio internacional ficariam temporariamente paralisados. Talvez não chegasse a ser o fim do mundo, como muitos pensam, mas seria o caos universal, do qual a humanidade iria levar muito tempo para se recuperar.


Não vamos nos ater, neste artigo, a explicar em detalhes como isso funciona, porque existem muitas matérias sobre o assunto na internet, inclusive a anterior a esta, aqui publicada: "Em meados de 2010 NASA já alertava: tempestades solares poderão causar catástrofes até 2012, no seu pico". Ao invés disso, preferimos exibir o excelente vídeo ao lado, de 3 horas de duração, que explica pormenorizadamente tudo sobre o que estamos falando.
Estejam alertas, porém, a um pequeno senão: o conferencista, apesar de bastante preparado e didático, é espírita e, no final do vídeo (como não poderia deixar de ser), deu uma conotaçãozinha religiosa ao mesmo e fez uma pequena pregação, exortando os presentes a "aceitarem os sinais divinos e entender as mensagens que nos têm sido enviadas pelos seres de luz(???)".
Desconsiderem, pois, – os que não forem religiosos -, os dez minutos finais do vídeo, que, sem sombra de dúvida, é um dos mais completos e esclarecedores que existem sobre os assuntos abordados neste post.
O vídeo é recheado de gráficos, fotos reais, ilustrações, notícias e exibe também trechos de outros vídeos, que comprovam os argumentos do autor. Vale a pena, sim, assisyi-lo por inteiro, apesar da longa duração, mormente depois que verificamos que a NASA começou a entrar em contradição, quando alerta que os fenômenos catastróficos podem acontecer e depois desmente, dizendo que o risco é pequeno e improvável.

O vídeo e os outros pronunciamentos coletados mostram que o risco é real e iminente, senão já para 2012, com igual probabilidade para o periodo 2013-14. E o pior de tudo é que deixa claro que, além da nossa quase total desinformação, ainda não estamos preparados para lidar com isto.
Fontes: Vídeo inserido; site oficial da NASA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui as suas impressões sobre a matéria! Seus comentários não sofrerão moderação (salvo se identificados como "spam") e são importantes para identificarmos as preferências dos leitores.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...